Eslovênia recebe comitiva de Brasileiros, até dia 24, Liubliana é palco do WOCA 2018

Estou num país de gente feliz e que tem amor até no nome - esLOVEnia!!

Aconteceu hoje o Fórum Econômico Brasil/Eslovênia com palestras de Brasileiros e Eslovênos, abordando temas importantes como educação, tecnologia, segurança, turismo e sustentabilidade.

cce52ba0-3ef0-42e8-927c-400314be9b27

 

Prefeitos paulistas e representantes de consórcios municipais assinaram convênio com o programa da ONU pela agenda 2030 e ouviram uma importante lição sobre sustentabilidade.

O painel dos Prefeitos faz parte do projeto WOCA (World Company Award), promovido pelo GCSM – Global Council of Sales Marketing, anualmente realizado em países marcados pelo desenvolvimento sócio-econômico com direção geral de Adriana Sales.

f486afbf-80fb-4003-92a3-015988217f8cO painel foi conduzido pela Uvesp, oficialmente, que tive a honra de representar e falar dos investimentos que o Estado de São Paulo tem recebido. “Somente no 1º trimestre de 2018, foram anunciados – segundo dados do SEADE- U$ 2,44 bilhões” e reafirmo que tudo isso graças a um governo sério, organizado e fomentador do desenvolvimento, comandado nos últimos anos por Geraldo Alckmin.

A apresentação da Eslovênia e de sua capital foi feita pelo Embaixador Esloveno no Brasil, Alan Brian e por representantes da Prefeitura (que ontem receberam oficialmente os prefeitos e empresários brasileiros).
Coincidentemente com a presença de brasileiros, Eslovênia está em festa. Comemora 27 anos de Independência , tendo sua capital ocupando honrosamente um dos primeiros lugares em segurança no mundo. Ou seja está entre as 10 cidades mais seguras do planeta.

Em 2010, oito anos depois de se tornar membro da ONU e seis anos depois de ser membro da União Europeiae OTAN, foi eleito o melhor país em desenvolvimento econômico.

Em 2018 o crescimento do PIB está estimado em 5,1% deixando o jovem pais no topo da União Europeia.

Em 2017, a Eslovênia recebeu 11 mil turistas brasileiros e é responsável por 40% dos turistas da América Latina.​
Alan Brian falou com alegria e satisfação que gostaria de ter mais estudantes brasileiros na Eslovênia e vice-versa, o que animou os prefeitos paulistas que querem obter conhecimentos mais aprofundados sobre o estilo de governo de “um país com tantos títulos”, como acentuou Patrícia Iglesias, representante do escritório da ONU em São Paulo e que presidiu o convênio para cumprimento dos 17 objetivos e 169 metas do milênio, a partir dos seus municípios.

A participação de Patricia Iglesias, um dos primeiros nomes da sustentabilidade no país, foi tida como alto prestigio para o evento e para os prefeitos, diante da importância dessa assinatura acontecer na Capital Verde da Europa. Patricia analisa com otimismo a participação de São Paulo e a conscientização dos prefeitos e vereadores com relação ao que propõe o “Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente”.

O embaixador Brian destacou, também, o relacionamento entre Brasil e Eslovênia. “Hoje são 161 empresas importando do Brasil, queremos mais, todavia enfrentamos por lá muitas barreiras e juros altos”, disse para uma plateia de mais de 80 empresários brasileiros e prefeitos municipais. “Hoje podemos nos orgulhar de tudo o que conquistamos, inclusive a confiança do Brasil”, concluiu sob aplausos.

 

OS PREFEITOS

661a1388-b91b-4961-8a82-c158b8a429c1Cumprimentei os prefeitos pela perfeição em suas exposições, dando destaque ao que temos de melhor.
Foram eles, Guilherme Ávila (Barretos), Marco Aurélio Gomes (Itanhaém), Simone Marquetto (Itapetininga), Lucas Pocay (Ourinhos), André Bozola (Socorro). Os representantes dos Parlamentos Uvesp, Marco Melhado, vereador em Pedro de Toledo e presidente do Parlamento Codivar/Uvesp e o representante do CONSID Bahia, Edesio Cavalcanti. O ex-prefeito de Altair, Antonio Padron Neto, e representante da AMA – Associação dos Municípios da Araraquarense também participou do painel e fez uma análise do momento político que estamos vivendo.

 

OS MOTIVOS
4b32c256-303e-4e2c-a9f4-f8622699b232Ainda curiosa em saber as razões da educação, da auto-estima e da cultura do povo esloveno, olhando a “Triple Bridge”, homenagem aos 3 rios que aqui na Eslovênia nascem no centro histórico, perguntei a uma eslovena. “Por que Liubliana é uma cidade considerada ideal para as crianças? Aqui nós privilegiamos o turismo, o meio ambiente e a educação. As nossas escolas ensinam o idioma pátrio e mais dois ou três. Assim podemos atender melhor os turistas e mostrar o respeito que temos pelo meio ambiente”.

 

No Comments Yet.

Leave a comment

UVB - União dos Vereadores do Brasil Gestor Político